quarta-feira, 6 de junho de 2012

Desistiu quando percebeu que as coisas não iam mudar, e não se atreveu a discutir sobre isso.  Foi capaz de assimilar que aquelas crenças do género "se pedir/quiser muito, com muita força, vai acontecer" eram de criança e não passavam disso mesmo. A realidade mostrou-se diferente, engoliu em seco e seguiu.
Talvez tenha crescido.