quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

A Relíquia

Ali, fez sentido!
As sensações, os olhares, as mãos, os gestos, as palavras, os abraços. Ali, tudo bateu certo, até o coração, até esse "desgovernado" que se acelera vezes sem conta e sem motivo aparente. 
Ali, fez-se luz!
Os medos, as angústias, as dúvidas, os fracasso, as lágrimas, as derrotas, desapareceram. Ali,tudo se iluminou, até o caminho, até esse "destemperado"  que desgasta e mói o corpo e a alma, sem querer.
E foi BRILHANTE. Foi DOCE, DOCE. Foi como tinha que ser!