segunda-feira, 2 de maio de 2011

zero.

Odeio quando tudo se me apresenta como um facto irrefutável. Odeio quando não há nada que possa fazer. Odeio aquele "Tem que ser!" do costume. Odeio acontecimentos de "última hora" que me obrigam a mudar os planos. Odeio ter que me sujeitar a este tipo de coisas. Odeio quando fazer birra não chega. Odeio quando usar argumentos válidos é insuficiente, somente, porque sim.
Sabes o que é que eu odeio mesmo? Não ter as nossas vidas na mão!
(e deixo-as ao sabor do vento.)

4 comentários:

  1. oh, alguém que me perceba!
    és linda, sempre sempre <3

    ResponderEliminar
  2. muito obrigada pelo apoio minha querida :D
    é sem duvida uma grande prova, fico grata por ter acontecido (:
    beijo fofo

    ResponderEliminar
  3. muito bem visto, aquilo era eu a sonhar xD

    ResponderEliminar
  4. À excepção da última frase, também odeio isso tudo. :)

    ResponderEliminar