quarta-feira, 18 de maio de 2011

"Mas porque raio hei-de evitar se esse teu ar me trouxe, ao sangue, calor?"

1 comentário:

  1. Sou daquelas que sempre viveu tudo o que tinha para viver. Não há cá medos nem outros que tais. Porque a vida só tem graça se for vivida assim.

    Beijinhos

    ResponderEliminar