sábado, 19 de março de 2011

Sábado? por mim, todos os dias.


É Sábado! Quero os mimos, os beijinhos, os abraços. Quero as gomas, os bolicaos aquecidos, os copos de leite. Quero o sofá, quero os filmes, quero as gargalhadas. Quero o único dia que me deixa ter-te comigo o dia todo, quero não ter de me despedir de ti, quero "usar e abusar" do que é nosso.
Hoje é Sábado, e tu sabes o que isso significa. Hoje é dia de passar o dia contigo. Mas hoje, sendo Sábado, não estás. E já não há mimos, beijinhos ou abraços. Já não há gomas, bolicaos aquecidos ou copos de leite. Já não quero o meu sofá, nem os filmes e não há gargalhadas.
Quero que seja Sábado todos os dias. Um dia, sim, um dia, eu sei que sim!

4 comentários:

  1. Tens razão, mas nem sempre é fácil lidar com ela

    ResponderEliminar
  2. Depende das situações, falo por mim.

    ResponderEliminar
  3. Não estou a dizer que não, só acho que isso varia de pessoa para pessoa e de caso para caso ;)

    ResponderEliminar